quarta-feira, 17 de julho de 2013

COMO ELABORAR UM MEMORIAL ?

O Memorial é um documento que você elabora passo a passo, no qual aparecem suas impressões sobre sua aprendizagem, os acertos, as vitórias, os avanços, mas também as falhas, os momentos difíceis, as paradas, as dúvidas. É uma espécie de "diário" no qual você poderá escrever e contar o que estiver sentindo, refletindo, vivenciando, os gostos e desgostos ao longo do caminho.
  • É a oportunidade de registrar suas reflexões sobre os vários momentos do curso e sua relação com a prática pedagógica.
  • É o relato das adaptações e modificações que você estiver fazendo na maneira de trabalhar na sala de aula, usando as tecnologias.
  • É o local em que você pode anotar emoções, descobertas, sucessos e insucessos de sua trajetória pedagógica com as tecnologias.
  • É o registro da história de sua aprendizagem durante o curso e de suas consequências no seu cotidiano.
Na elaboração do Memorial podem surgir dúvidas. É provável que você se sinta inseguro(a) e desestimulado(a) para escrever, enquanto outros talvez se sintam desafiados a produzir o Memorial. Em qualquer caso, note que o memorial não é algo pronto e acabado, com roteiro rígido e previamente definido, mas é a descrição de um conjunto de observações e comentário, cuja construção espelha e acompanha o seu processo de aprender.
Você pode incluir no Memorial:
  • as suas reações, dificuldades e facilidades encontradas no decorrer da realização das atividades do curso;
  • as experiências pedagógicas e mudanças na prática de sala de aula que tenham relação com o curso;
  • as reações dos alunos e essas experiências e mudanças;
  • as relações do curso com a sua experiência anterior;
  • as trocas de experiências entre você e outros colegas de curso;
  • outras ideias que você considere importantes.
O Memorial também tem a função de promover e praticar a autoavaliação. Nesse caso, você pode registrar nele:
  • como está o seu desempenho;
  • que fatos demonstram mudanças na sua prática pedagógica;
  • como você está aproveitando as atividades de aprendizagem e de avaliação;
  • quais as suas maiores dificuldades no curso;
  • o que você está fazendo para superar suas dificuldades;
  • que transformações ocorreram nas suas relações com seus alunos.

O Memorial é um processo que se desenvolve ao longo de cada módulo e só termina com o curso por ser uma construção contínua. E é simples de fazer, se for encarado com tranquilidade: faça-o como quem escreve uma carta, falando do curso que está fazendo.(Fonte TVEscola)

4 comentários:

  1. gostei do seu trabalho vou utilizar com meus alunos.

    ResponderExcluir
  2. Olá! estou escrevendo um memorial para uma prova de mestrado. Gostaria de saber se neste documento, pode-se escrever em primeira pessoa. (já que é uma retrospectiva das atividades acadêmicas e profissionais.)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, Silvie. O Memorial deve ser escrito em primeira pessoa mesmo, por se tratar de um relato pessoal. Não tenha receio. O uso da terceira nesse caso é apenas capricho, uma vez que é desnecessário. Valeu,

      Excluir
  3. Gostaria de saber de como eu poderia fazer um memorial em grupo,destinado a casos juridicos.

    ResponderExcluir